terça-feira, 7 de abril de 2009

Rock de Galpão

Colando aqui o texto que eu publiquei no blog do Don Robalo, a minha banda. Pra não dizer que está igualzinho, troquei o video por uma versão de Vento Negro deles ao vivo em Joaçaba, Santa Catarina.

Quem me conhece sabe que eu tenho um grande apreço pelo Rio Grande do Sul. Por razões que remetem a minha adolescência e, principalmente, por grandes amigos que tenho por lá. O Juninho e a Greici, um casal de amigos meus de lá, de quem sou padrinho de casamento, me presentearam na semana passada com um disco que não sai do toca-cds do carro. É o Rock de Galpão. Mistura de música gaudéria (a música típica do RS) com rock (e um pouco de blues também).

O CD é, no mínimo, muito divertido pelo inusitado da mistura. Eu, que gosto do regionalismo de lá, me amarrei no CD, principalmente nas versões de Vento Negro e Canto Alegretense (duas músicas que eu aprendi a tocar o Lego e com o André, que não é o nosso vocalista e guitarrista, quando estive lá na praia de Curumim no final da década de 90). Pode até ser que esse meu apreço pelo CD tenha um Q de nostalgia (por falar em Q, depois vou ver se escrevo sobre a peça Avenida Q, que vi ontem e também é muito maneira), mas acho altamente recomendável, nem que seja pela curiosidade.

Links para o Rock de Galpão:
MySpace
Youtube
Orkut

E um videozinho deles tocando Canto Alegretense em versão blues, diferente da versão do CD (reparem no comecinho o sotaque da gaúcha falando para gravar essa música, só isso já soa como música para meus ouvidos... hehehe).

Um comentário:

Bruno disse...

Filhão, o vídeo não tá entrando não...
Dá erro.

Abraço,

CabeloLessa